Soluções para tornar a comida de aeroporto atrativa e prática

Mesmo os passageiros mais apressados podem escolher comidinhas rápidas, saudáveis e gostosas no corre corre entre um voo e outro. Pensando assim, o International Meal Company (IMC) chamou o StudioIno para desenvolver o design e arquitetura de estações de alimentação para aeroportos. O resultado foi o conceito do Grab n’ Fly, uma unidade de foodservice compacta, modular e pensada para as necessidades deste público.

O primeiro Grab n’ Fly, em operação no aeroporto de Guarulhos, foi entregue em dezembro de 2015. Hoje, a marca cresceu e já conta com mais quatro unidades. Duas funcionam atualmente no terminal de São Paulo, uma no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, e a mais recente, no aeroporto de Brasília.

As inovações do projeto

A operação foi desenvolvida para ocupar pouco espaço e levar oferta de lanches rápidos para as áreas de circulação de passageiros. Para atender essa demanda, foram desenvolvidas soluções simples mas decisivas, explica o arquiteto João Carlos Faias, coordenador de projetos do StudioIno.

O conceito conta com sistema de auto serviço que torna a operação mais rápida. Expositores de bebidas, por exemplo, e gôndolas são abertas e voltadas para o cliente. A unidade foi pensada em módulos que possibilitam diferentes formações e assim, uma adequação maior para a necessidade do consumidor em cada local. É possível ter configuração em ilha, como um quiosque, em forma de “L” ou em “U”. A formação em linha, por sua vez, facilita a venda e a circulação pelos corredores. Os diversos formatos também permitem explorar da melhor forma possível a área de exposição dos produtos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.