Inspirações para novos formatos de autosserviço

Como os restaurantes de autosserviço, os conhecidos self-services, vão operar após a quarentena? Emmanuel Melo, diretor de design do StudioIno, gravou uma série de vídeos para a convite da Cozil, para responder essa pergunta e pensar em novos formatos de negócio para esses estabelecimentos.

Ângela Carmo, Especialista em Marketing e Conteúdo da Cozil, conta que a proposta dos conteúdos é oferecer alternativas interessantes para o setor, que foi tão afetado pelas medidas de contenção do novo coronavírus. “Nosso objetivo é apresentar caminhos para que os clientes que atuam no self-service encontrem, se renovem, e evoluam, conforme as tendências do mercado”.

Os vídeo são baseados no artigo O Futuro dos Restaurantes Self-Service pós Covid-19, que Emmanuel publicou em abril. O texto traz uma sugestão de protocolo para a reabertura e inspirações para novos formatos de autosserviço.

A série da Cozil tem três episódios: 

1) Self-service vai acabar?  

2) Inspirações para novos formatos de autosserviço

3) Tecnologia para os novos formatos de autosserviço

Os vídeos podem ser assistidos no Youtube ou no Instagram da Cozil. 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Matéria da UOL aponta crescimento da demanda por cozinhas de aluguel

A UOL conversou com a Diris Petribu, diretora do StudioIno sobre o mercado de cozinhas de aluguel. Ela falou sobre o trabalho do Hub FS e do Hub CK, os dois conjuntos de cozinhas colaborativas que ela comanda. A matéria detalha o funcionamento das chamadas “cloud kitchens” e mostra como esse modelo de negócio ajuda estabelecimentos de alimentação focados no delivery.

O texto conta um pouco da trajetória do Hub FS e do Hub CK até o momento:

“Há cinco anos no mercado de cloud kitchens, o StudioIno começou o negócio com um imóvel de três cozinhas em Perdizes, zona oeste de São Paulo, voltado para dar suporte a food trucks e startups que atuam na região, o Hub Foodservice. Em 2019, investiu na adaptação de outro edifício com mais dez cozinhas e estrutura para delivery, o Hub CK (cloud kitchen), no mesmo bairro”

Diris explica como foi o investimento nos espaços:

“Os nossos clientes são, na maioria, restaurantes já consolidados. Nem todos têm o delivery próprio. Alguns deles estão sediados em outros pontos da cidade. Como não atendiam à região oeste, decidiram alugar o espaço para ampliar o raio de atuação”

O texto assinado pelo jornalista Bruno Cirilo foi publicado na última semana na página Nossa UOL, que traz conteúdo sobre gastronomia, viagem, moda e estilo de vida. A matéria inteira está disponível aqui.

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Evol lança coifas e churrasqueiras de alto padrão focadas no mercado brasileiro

Mudando de portfólio e se reposicionando no mercado, a Evol lança linhas de coifas e churrasqueiras desenvolvidas com foco nas necessidades do consumidor brasileiro. São equipamentos de alto padrão para uso doméstico desenhados pelo StudioIno. 

Em janeiro a Evol lançou as coifas Alpha. Alguns meses depois, em março, foi a vez de apresentar a linha de churrasqueiras à gás Prime. Uma segunda família de churrasqueiras foi projetada e a empresa está estudando o melhor momento para fazer o lançamento.

Emmanuel Melo, diretor de design do StudioIno, resume a proposta da nova linha de produtos, “são equipamentos profissionais para residências”. Adelfo Cidi, fundador da Evol, reforça, “queremos ser a empresa número 1 em espaços gourmet no Brasil”.

Coifas adequadas para o churrasco brasileiro

As novas coifas dão à Evol a capacidade de atender seus clientes com soluções completas para churrascos domésticos. Cidi diz que os produtos são inovadores porque resolvem uma lacuna no mercado: a falta de coifas adequadas para o uso conjunto com churrasqueiras. “A expectativa é muito boa porque existe uma dificuldade grande de se encontrar coifa para churrasqueiras. Não é possível usar uma coifa de cozinha, já que elas têm peças plásticas que podem até pegar fogo com o calor”, conta Cidi. As novas coifas da Evol solucionam o problema pois são feitas, prioritariamente de metal, e as poucas partes plásticas são mais resistentes.

Com essas melhorias, os equipamentos são produzidos para alta performance, são resistentes, duradouras e fáceis de limpar. A linha tem coifas de três tamanhos: 90 cm, 125 cm e 145 cm com vazões de 1600 m3/h a 2000 m3/h.

Churrasqueiras de alto padrão

Outra novidade da Evol é o lançamento de duas linhas de churrasqueiras domésticas à gás.  

A Prime é a primeira família desses equipamentos a chegar ao mercado e conta com queimadores mais potentes, chapa mais grossa e acessórios exclusivos. São também três modelos com tamanhos diferentes: 86,5 cm, 70 cm, e 33,9 cm. A segunda linha será lançada em breve. 

Abrindo um novo mercado

Cidi explica que o lançamento das linhas de churrasqueiras e coifas marca uma mudança no posicionamento de mercado para a marca. Em fevereiro de 2018, ele começou as pesquisas para que a empresa passasse a produzir equipamentos voltados para as necessidades brasileiras. Até então, a Evol vinha importando as soluções da China.

Esse reposicionamento exigiu a parceria com uma empresa que tivesse grande experiência no setor de foodservice e, por uma recomendação, Cidi acabou chegando ao StudioIno. O escritório realizou os projetos para os novos produtos em torno de 120 dias. As fases seguintes aconteceram em um ano. “A fabricação dos protótipo, testes e  produção do lote inicial para vendas durou 12 meses aproximadamente”, explica Emmanuel Melo.

A incrível história da Evol

O caminho para a inovação não é linear e, às vezes, exige ousadia. A história da Evol começa quando o fundador da empresa decide ir para a China em busca de algo que nem ele sabia o que era. Cidi viajou ao país para visitar um amigo e aproveitou para conhecer fábricas e pesquisar o mercado, em 2011. Dessa aventura, surgiu a ideia de comprar churrasqueiras à gás para revendê-las no Brasil. 

Depois de muito tempo de trabalho de pesquisa, em 2014 chegou o primeiro contêiner com os produtos. “Comecei sem nenhum cliente, só com vontade de fazer acontecer. Coloquei as churrasqueiras no porta-malas do carro e fui bater à porta dos possíveis compradores”. A empresa cresceu muito desde então. Hoje a Evol está presente em 16 estados pelo Brasil e vende para cerca de 200 lojas de produtos de gastronomia de alto padrão. 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

THE HOT FRIDGE! – Uma novidade que vi na Host Milano 2019

Eu e a Diris Petribú fomos à Itália participar de mais uma edição da Host Milano, uma das principais feiras mundial dos setores de hospitalidade e foodservice. Durante o evento, a fabricante italiana Unox apresentou a tecnologia “EVEREO” para conservação de alimentos aquecidos logo após cocção e na temperatura de consumo. Formado por estufa e máquina de vácuo, o sistema promete não ressecar os alimentos, mantendo a textura e os sabores originais. Isso é feito por meio de um controle preciso da temperatura (63o C – 70o C) e da atmosfera. 

A preparação antecipada de refeições, consagrada com a utilização do processo em “cadeia fria”, onde os alimentos são resfriados ou congelados após cocção, conservados a frio e posteriormente reaquecidos para o consumo, passa agora a ser também possível e com diversas vantagens na “cadeia quente” com o processo “EVERO”. Parece que um novo paradigma está sendo construído.

Entre outras aplicações, esse sistema oferece excelente oportunidade para o negócio de entrega em domicílios de comida pronta. Essa é uma forte tendência no foodservice, impulsionada pelos aplicativos de venda e entrega de comida como iFood, UberEats e outros. O aquecimento do mercado de delivery possibilita aos restaurantes ampliarem suas operações ou desdobrarem o processo por meio das das chamadas “Ghost Kitchens”, ou restaurantes específicos para entrega. 

O EVERO chegará ao Brasil pela própria Unox e pelo distribuidor Engefood.

 

Emmanuel Melo

Diretor de Design

StudioIno 

 

 

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Modelo de negócio inovador muda a forma de pensar o delivery de comida

Três vertentes do setor de foodservice se juntaram para montar um negócio diferenciado e que transforma a maneira como as empresas entendem o delivery, uma das áreas que mais crescem e lucram no setor. Em uma parceria do Uber Eats com o Hub Foodservice, somada a diferentes restaurantes, foi criado o Hub CK, uma cloud kitchen para produção de refeições para entrega em São Paulo.

O Hub CK, como o nome já indica, é um conjunto de cozinhas, 10 no total. Elas foram projetadas pelo StudioIno e estão equipadas especificamente para atender as demandas de delivery. A cloud kitchen fica em Perdizes, São Paulo, e emprega 50 funcionários diretamente. Por mês, são produzidas em torno de 30 mil refeições no espaço.

A inovação do modelo de operação está na união de forças que tornou o projeto possível. O Uber Eats, aplicativo da Uber que conecta usuários aos restaurantes da cidade, se uniu a outros parceiros para apoiar a abertura da central de produção dedicada exclusivamente para o delivery, com marcas próprias, estrutura especializada, e contando com expertise de logística e marketing.

 

Comida boa, gestão e logística

Quais são os pratos mais pedidos na zona oeste de São Paulo? Os estabelecimentos que produzem nas cozinhas do Hub CK foram escolhidas de acordo com a demanda do público. Pizza, hambúrguer, poke e comidas vegetarianas estão na lista. Os “restaurantes de entrega” operam no Hub CK e existem virtualmente no aplicativo do Uber Eats. Esse formato dá agilidade à empresa, que pode abrir, fechar ou ajustar as marcas de acordo com os resultados apresentados e à resposta dos consumidores.

O Hub FS é uma cozinha colaborativa e espaço de coworking para negócios de foodservice. A empresa forneceu ao projeto o knowhow em administração de estruturas desse tipo. Os sócios do Hub FS são os responsáveis pela gestão do Hub CK, cuidando da manutenção do prédio e de todos os aspectos administrativos do grupo de cozinhas. À frente também do StudioIno, escritório de arquitetura e design para foodservice, Diris Petribu e Emmanuel Melo têm mais de 40 anos de experiência no setor de alimentação.

O Uber Eats idealizou a cozinha satélite e fornece a estrutura de tecnologia necessária para a logística das entregas. O aplicativo é também o marketplace dos restaurantes, com ações de divulgação, promoções e contato com os usuário final.

“A Uber é uma empresa de tecnologia determinada a mudar a forma como encaramos a mobilidade nas cidades. E a entrega de comida é uma parte importante disso. Além disso, especificamente no Brasil, desde que o Uber Eats chegou, vimos o quanto os brasileiros ansiavam por mais opções para receber em casa comida de seu restaurante favorito”, comenta Thais Azevedo, gerente de marketing do Uber Eats.

A oportunidade de ampliar as vantagens do Uber Eats para os usuários por meio das cozinhas coletivas é muito importante. Por isso, a empresa está sempre pensando em novas formas de tornar realidade os desejos dos usuários, como entregas cada vez mais rápidas e cômodas, com mesma confiabilidade da Uber. A maior força do Uber Eats é a expertise em tecnologia, com especialidade no setor de logística.

De acordo com Thais Azevedo, ter o Hub CK para formar essa parceria com os restaurantes ajuda a ampliar as entregas e estimula as culinárias da região, fortalecendo esse movimento do delivery, que tende a crescer mais com as cozinhas coletivas. Isso só é possível porque o sistema do Eats foi criado para dar transparência ao processo de produção e entrega da refeição, de modo que o usuário esteja permanentemente informado do progresso tanto do restaurante quanto do entregador que lhe estão prestando serviço, aliviando a sua ansiedade. 

Emmanuel Melo, diretor do StudioIno e do Hub CK comenta que a estratégia do Uber Eats é inovadora em diferentes sentidos e que atende bem a um mercado consumidor ávido por comida boa, entrega simples e serviço mais seguro. Para ele, o sucesso das soluções é a soma da mobilidade + atenção ao usuário + ferramentas digitais, e funciona porque o Uber Eats soube aproveitar o melhor das possibilidade online e offline.

Mais novidades

Um centro de apoio para os entregadores parceiros será inaugurado, em breve, ao lado do Hub CK. O local contará com estruturas como sala de jogos, local de descanso, banheiros, copa e internet. Além disso, o haverá espaço para estacionamento das bicicletas e motos usadas nas entregas. O projeto de arquitetura para o centro também foi desenvolvido pelo StudioIno.

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Design brasileiro na NRA de Chicago

A linha KeepMyFood foi exibida pela equipe da Topema Cozinhas Profissionais durante a feira da National Restaurant Association (NRA), que foi realizada de 18 a 21 de maio, em Chicago (EUA).

Desenhada pelo StudioIno em parceria com a Topema, a KeepMyFood é uma família de equipamentos para a exposição e distribuição de alimentos, aquecidos e refrigerados. Eles utilizam placas de vidro temperados e decorativos como superfície térmica para conservar a temperatura das comidas. A linha se completa com protetores salivares, expositores built-in, aquecedores superiores e acessórios.

O desenvolvimento dos produtos começou no final de 2017, quando o presidente da Topema, Nelson Cury Filho, viu um protótipo no StudioIno e se interessou pelo projeto. O trabalho das duas equipes juntas resultou em um equipamento com design simples e eficiente. As bandejas são fáceis para usar e limpar, não utilizam chama aberta ou combustíveis como réchauds, nem água aquecida como em banhos-maria. Versáteis e práticos, esses expositores inovam o serviço de distribuição de alimentos de forma segura para o consumo enquanto agregam melhor percepção de valor ao restaurante e contribuem para uma excelente apresentação profissional dos pratos.

O lançamento da linha KeepMyFood no mercado aconteceu pouco depois disso, em maio de 2018.

Sobre a Topema – A Topema tem mais de 50 anos de história, sendo uma das pioneiras no setor de cozinhas profissionais no Brasil. A marca fabrica equipamentos de cocção, refrigeração e distribuição de alimentos, além de mobiliário de apoio. A Topema é responsável pelas cozinhas de várias grandes empresas nacionais como a Petrobras, a TV Globo e o Pão de Açúcar.

Sobre a feira da NRA – A NRA Show é uma das mais tradicionais no mercado de foodservice e a edição de 2019 foi a centésima da história da associação. O evento recebeu mais de 43 mil visitantes e contou com mais de 2 mil empresas de todo mundo exibindo produtos, lançamentos e inovações.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Oportunidade aberta para empresas interessadas em exportar

Empresas brasileiras interessadas em aprimorar ou criar produtos para exportação têm uma ótima oportunidade com mais uma edição do programa Design Export da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O StudioIno foi, mais uma vez, credenciado como para fazer parte da iniciativa.

A iniciativa é uma parceria entre a Apex-Brasil e o Centro Brasil Design (CBD). O Design Export conecta os empresários a profissionais de design para que recebam consultorias e capacitações. Além disso, o programa oferece apoio técnico e financeiro para a criação de embalagens ou produtos voltados para mercado internacional. A metodologia do Centro Brasil Design, chamada Design na Prática, é aplicada em todas as etapas do projeto e um consultor CBD especializado em gestão do design acompanha todo o processo com o objetivo de potencializar os resultados e minimizar riscos.

Criado em 2013, o Design Export está em sua terceira edição e já atendeu 300 empresas de mais de 120 cidades de 17 diferentes estados brasileiros.

Como participar?
Este ano, o Design Export vai ajudar 600 empresas brasileiras a internacionalizar seus produtos. O primeiro edital de 2019 já está fechado, com o ciclo inicial já começando. Para participar das próximas edições, os interessados devem preencher o formulário no site do programa falando um pouco sobre o produto a ser desenvolvido. Na páginas, estão disponíveis casos de soluções impulsionadas pelo projeto.

A experiência do StudioIno no Design Export
Letícia Castro, diretora superintendente do Centro Brasil Design, explica que por conta do alcance nacional da iniciativa, o edital para seleção dos prestadores de serviço de design de todo o país foi aberto no final do ano passado. Ela detalha que o CDB avaliou os escritórios candidatos “técnica e legalmente para validar os portfólios e documentos, e então, habilitá-los para o Design Export”.

Esta é a terceira vez que o StudioIno se credencia para participar do Design Express trabalhando com as empresas que buscam a internacionalização. Em edições passadas, o escritório desenvolveu quatro projetos:

Fornos combinados

O StudioIno trabalhou com a Prática por duas ocasiões dentro das ações do Design Export, em 2013 e em 2016. Os fornos combinados têm múltiplas funções, assam, cozinham, fritam, regeneram, grelham, gratinam e descongelam. A tecnologia de convecção forçada faz com que os tempos de preparo sejam muito reduzidos e a injeção de vapor permite cozinhar legumes e reduzir a perda de peso nas carnes. Os equipamentos foram exportados para os mercados da Europa, Estados Unidos e México.

Mais informações.

 

Bandeja e estecas

A fabricante brasileira de utensílios plásticos Spland contou com o StudioIno e do Design Export para lançar duas linhas de produtos no mercado internacional, em 2017. As estecas, pequenas hastes com diferentes pontas usadas para decorar bolos, foram desenvolvidas com foco na resistência, precisão, e facilidade de manejo. Para as bandejas, a pesquisa se voltou para tamanhos e materiais, para garantir durabilidade e evitar as deformações que acontecem com esse tipo de produto ao longo do tempo.

 

Cafeteira Titã

Desenvolvida para a Titã, em 2018, as cafeteiras da Coffee Line, foram exportadas para a América do Sul e o continente africano. O desenho teve como objetivo somar melhorias ao equipamento utilizando design e matéria prima simples e buscando uma forma de utilização descomplicada.

Mais informações.

 

 

Robô de sorvete

O Robo Frozen foi desenhado para a linha Innovations da Topema, em 2017. O equipamento é uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que possam ser dosados. O Robo Frozen tem interface amigável, acabamentos de alta qualidade e cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais.

Mais informações.

O sucesso do Design Export
Os resultados positivos do Design Export são evidenciados pelos números do CBD. Letícia Castro conta que um balanço feito na segunda edição do programa apontou que 97% das empresas participantes informaram expectativa positiva em relação ao aumento de vendas com o novo projeto desenvolvido. “Empresas mais focadas em resultados e com oportunidades emergentes, já executaram investimentos que ultrapassam 100% dos valores financeiros recebidos. Quase a metade das empresas relata otimismo ao apontar uma previsão de aumento de vendas de até 50%”, detalha Letícia.

ApexBrasil – A Apex atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A agência faz isso por meio de ações de promoção comercial, como missões prospectivas e rodadas de negócios, e de atuação com atores públicos e privados para atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil. Segundo a agência, as exportações apoiadas pela Apex, dentre e fora do programa de design, somaram cerca de US$ 280 bilhões no acumulado dos últimos cinco anos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Prática oferece treinamento para consultores da FCSI no Brasil

Um grupo de integrantes da FCSI (Sociedade Internacional de consultores de foodservice, na sigla em inglês) se deslocou para Pouso Alegre em Minas Gerais para uma capacitação organizada pela fabricante Prática. O workshop é importante para a história da FCSI na América Latina porque a empresa é a primeira da região a participar do Programa de Crescimento Profissional da Sociedade.

O workshop foi realizado no último dia 23 e teve como objetivo “a troca de conhecimentos e experiências entre o fabricante e os consultores de mercado no que se refere ao segmento de panificação e confeitaria”, explica Renato Patrício diretor da Prática.

 

 

Emmanuel Melo e Diris Petribu, diretores do StudioIno, participaram do treinamento. Melo conta porque a capacitação é tão relevante para os consultores da FCSI no Brasil. “Este primeiro curso concedeu 3.5 Unidades Educacionais Continuadas (CEUs). Como sabemos desde 2010, os membros consultores devem obter o número especificado de CEUs a cada ano para manter seu status na sociedade”

A parceria da Prática com a FCSI começou no ano passado. Para Patrício, o trabalho conjunto é importante porque a empresa e a sociedade têm visões semelhantes do mercado. “Temos objetivos em comum: alimentação saudável e de qualidade sem desperdícios que contribuam para a sustentabilidade e meio ambiente. Entendemos que temos muito a aprender com renomadas empresas de consultoria como, por exemplo, o StudioIno”.

Para Emmanuel, a iniciativa da Prática serve de incentivo para outros fabricantes e profissionais de foodservice da região se juntarem à FCSI. A empresa já têm outra capacitação na agenda. “Teremos uma segunda etapa que integrará a panificação ao congelamento rápido”, conta Patrício.

Sobre a Prática – Fundada em 1991, a Prática desenvolve, fabrica e comercializa fornos profissionais, ultracongeladores e máquinas de panificação. A empresa é detentora das marcas Technicook, Technipan e Klimaquip.

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Franquia brasileira é destaque em anuário americano de foodservice

Pelo segundo ano consecutivo, um projeto do StudioIno foi publicado na Project ShowCase, revista anual da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês). O trabalho para a rede Pizza Makers foi selecionado dentre submissões de arquitetura e gestão de foodservice enviadas por membros da FCSI de diferentes países.

A publicação mostra desde a criação do conceito até as soluções de equipamentos e de espaço feitas para a pizzaria. “Greg Machado, o empreendedor por trás da ideia do Pizza Makers, queria que as pessoas pudessem fazer escolhas como parte da experiência de fazer a pizza. Para o novo restaurante ele pegou o formato das pizzarias tradicionais e incrementou as coisas”, conta a revista.

O StudioIno foi responsável pelo desenvolvimento do conceito, projeto de cozinha, projeto de arquitetura e interior, projetos complementares, e projeto de branding, ou seja, nome, marca, uniforme e elementos gráficos da comunicação com os clientes. “Os profissionais do StudioIno organizaram um eficiente restaurante conceito de “monte sua própria pizza” ancorado em fornos rápidos”, mostra a Project ShowCase.

Saiba tudo sobre o projeto do Pizza Makers  

 

Soluções de arquitetura e equipamento

Os detalhes da arquitetura são destaque na publicação. “O Pizza Makers foi desenhado para caber em uma variedade de pequenos espaços. O visual e o sentimento de “feito à mão” está presente da decoração à comida, na forma de pizzas, calzones ou saladas individuais e personalizadas. O balcão de serviços inclui recipientes refrigerados para que o cliente possa ver todos os ingredientes, e um espaço de trabalho grande o suficiente para os funcionários prepararem os pratos”.

Baixe a matéria sobre o Pizza Makers na Project ShowCase

O futuro da rede Pizza Makers

O trabalho do StudioIno com o Pizza Makers começou em 2016. Atualmente, a rede conta com oito unidades inauguradas entre Rio de Janeiro e São Paulo. Outras duas estão em obras, com previsão de abertura até o final do ano.

Mais brasileiros na Project ShowCase

Para a edição de 2018 da Project ShowCase, foram selecionados 14 projetos. O trabalho dos consultores Nathalia Sifuentes e Armando Pucci para o Hotel Palácio Tangará também foi escolhido para a publicação. Junto com o StudioIno, esses são os dois únicos projetos brasileiros escolhidos, todos os outros 12 da lista são assinados por escritórios norte-americanos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Franquia cearense Oh My Dog! chega aos EUA

Em julho será inaugurada a primeira unidade do Oh My Dog! nos Estados Unidos. A franquia especializada em cachorros-quentes começou em Fortaleza (CE) em 2012 e, atualmente, conta com 15 lojas no Brasil. A ida para os EUA já era parte dos planos da empresa desde a fundação.

O ponto do Oh My Dog! em terras americanas será um quiosque no centro de compras Florida Mall, na cidade de Orlando, Flórida. Jorge Kubrusly, dono da marca, começar a operar nos Estados Unidos faz todo sentido para a empresa. “O Oh My Dog! sempre teve muita coisa a ver com os EUA. Sempre buscamos nos inspirar na cultura americana. Eles são, afinal, os reis do fast foods e das franquias”.

Experiência no mercado internacional

O projeto do espaço é do StudioIno. O escritório desenvolveu as áreas de preparo do alimento e de atendimento dos clientes e desenhou a estrutura do quiosque, que tem 9 metros quadrados.

O empresário conta que já mantinha contato com o StudioIno há algum tempo, discutindo ideias e propostas. A parceria finalmente saiu do papel quando a empresa percebeu que precisaria de consultores experientes para o projeto da unidade americana. “Não tive dúvida. São profissionais qualificadíssimos e à altura do passo que estamos dando em nosso business”, conta Kubrusly.

O StudioIno já tem experiência no exterior. Desde 2007, o escritório desenha equipamentos para bares e restaurantes para a marca Fagor. Voltados para o mercado norte-americano, os produtos são fabricados no México e vendidos nos EUA.

Marca brasileira, mas de olho no público americano

O empresário explica que não quer abrir um ponto voltado apenas para os consumidores brasileiro que moram em Orlando. A ideia é conquistar o público local, atraindo quem circula pelo centro de compras. “Nossa proposta foi totalmente desenvolvida para os hábitos e paladar do público norte-americano. Fizemos bechmarking por muitos meses e muito estudos de concorrentes para desenhar o cardápio ideal, as porções e comunicação de ponto de venda para que não fossemos “estranhos” mas sim algo que eles já gostam porém, apresentado de forma melhorada”.

A franquia tem a filosofia de misturar a comida tão tradicional americana com a descontração brasileira. As casas da rede servem os famosos hot dog, com ingredientes e receitas de alta qualidade. No ambiente, uma estrutura simpática e moderna. O empresário quer manter este conceito, mas com sabor americano.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.