Gelateria de sorvetes artesanais abre as portas em São Paulo

Depois de trabalhar na Escola Sorvete e no Hub Foodservice, a confeiteira Mariana Paschoarelli decidiu que estava pronta para colocar a mão na massa em seu próprio negócio. Ela juntou forças com mais três sócios e desenvolveu a ideia para a Walnuts Sorvetes Criativos, que abriu as portas para o público em dezembro do ano passado com a missão de servir sabores que não são encontrados em outros lugares.

“A gente adora sorvete por isso, queríamos combinar sabores e fazer algo que tivesse a nossa personalidade. Nós gostamos de criar, de inovar”, conta Mariana. O cardápio da casa traz sempre 10 opções, entre sorvetes de fruta, sorvetes à base de leite e alternativas veganas. Entre as misturas disponíveis estão melancia com limão, figo com mel e jaboticaba com alecrim. Mas Mariana está sempre experimentando na cozinha então, todo semana, outro cardápio é oferecido ao público.

E por falar em cozinha, todo o projeto de arquitetura para a Walnuts foi feito pelo StudioIno. O desenho da área de fabricação foi pensado para atender a demanda de produção diária da Walnuts, que cria os sorvetes no local, diariamente, e sempre utilizando ingredientes frescos.

Diris Petribu, diretora de arquitetura do StudioIno, explica que a ambientação da loja segue a filosofia da marca e aposta um decoração simples, moderna e confortável, misturando elementos rústicos e industriais.  Todo o projeto foi elaborado em 10 dias e as obras seguiram por um mês.

Sobre a Walnuts – A Walnuts Sorvetes funciona na Vila Mariana, de segunda à sábado das 11h30 às 20h, e aos domingos e feriados, das 12h30 às 19h. Os produtos da marca também pode ser vendidos, sob encomenda, para empresas e outros negócios de foodservice como restaurantes e cafés.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

KFC mostra novos conceitos para profissionais de foodservice

A Kentucky Fried Chicken (KFC) reuniu fornecedores da América Latina em Lima, no Peru, para apresentar as novidades da marca. A convenção foi realizada de 30 de janeiro a 1 de fevereiro foi voltada especificamente para profissionais das áreas de design, arquitetura e engenharia que trabalham para a rede. O StudioIno estava presente com a diretora de arquitetura Diris Petribu, e a arquiteta Luisa Gambaro.

Durante o evento, os convidados conheceram os detalhes do novo formato de loja que a KFC irá trazer, em breve, para o mercado. Diris conta que a convenção foi uma boa oportunidade para os fornecedores “alinharmos novos conceitos e trocarmos experiências” com a rede de restaurantes.

Está é a primeira vez que o StudioIno participa da reunião latina. A KFC passou a ser cliente do escritório em 2017, quando o time de arquitetura desenvolveu o projeto para duas unidades da gigante de fast food. Uma em Campo Grande, no Rio de Janeiro, e outra no Shopping Itaquera, em São Paulo.

KFC no Brasil – A gigante americana do fast food tem 47 restaurantes no Brasil. Além de vários pontos nos estados do Rio e São Paulo, a marca tem unidades na Bahia, no Ceará e no Espírito Santo. O carro chefe do menu é, claro, o frango frito, vendido nos icônicos baldinhos, com diferentes opções de molho.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Apex divulga solução de design brasileiro para mercado americano

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) divulgou o projeto desenvolvido pelo StudioIno para a Topema tendo em vista o mercado dos Estados Unidos. O redesign do robô para vendas automática de sorvetes foi realizado para humanizar o produto e torná-lo mais competitivo no exterior.

A matéria da Apex mostra todos os detalhes do trabalho e os objetivos da Topema para crescimento no mercado americano. Leia mais clicando na imagem abaixo:

Design brasileiro para exportação

A projeto para a Topema foi realizado como parte do programa Design Export da Apex-Brasil, do qual o StudioIno faz parte. A iniciativa seleciona, por meio de editais, empresas brasileiras com perfil exportador. A partir daí, o Design Export dá todo suporte, inclusive financeiro, para o desenvolvimento de projetos de embalagens e/ou produtos. O incentivo tem como objetivo aumentar a competitividade das empresas brasileira na busca de novos mercados no exterior.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

FCSI destaca trabalho de brasileiros em conselho de padrões profissionais

Na mais recente publicação online, a FCSI (Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice) publicou um artigo intitulado “A conexão brasileira” elogiando o papel dos membros Emmanuel Melo e Raoni Saade no Conselho de Padrões Profissionais para as Américas (CPSTA, na sigla em inglês) da organização.

O texto foi escrito por Alberto da Costa, ex-presidente e hoje conselheiro da FCSI. Primeiro ele apresenta os brasileiros: “Emmanuel e Raoni representam bons exemplos de sabedoria e juventude exuberantes. Além disso, são duas pessoas que admiram bastante o trabalho um do outro”.

Em seguida, Costa continua o texto detalhando o que ele chamou de “dois bônus” resultantes da presença de Emmanuel e Raoni no conselho:

“O primeiro bônus foi e é que ambos os convidados / candidatos / novos membros / queridos colegas mostraram ter mentes abertas, uma vontade de ser vulnerável aos desafios da linguagem e um intelecto feroz”.

Mais adiante, ele continua: “O segundo bônus foi, e continua sendo, a intensa paixão que Emmanuel e Raoni mostram por tudo o que eles empreendem, tanto em nossas reuniões conjuntas quanto quando estão de volta em casa. Essa paixão se refletiu na intensidade de nossas conversas e na quantidade de trabalho “de missionário” que os dois cavalheiros realizaram com sucesso com seus colegas da América do Sul”.

Costa fala ainda dos desafios que o próprio conselho enfrentou e superou para acomodar os estrangeiros. “Trabalhamos por algum tempo para discernir a melhor maneira de receber os novos representantes do Brasil, o que significava que devíamos considerar como abordar os potenciais desafios linguísticos, a diferença de perspectivas na cultura e proporcionar um lugar onde todos poderiam aprenderem uns sobre os outros de uma forma sincero e divertida”.

Veja o texto completo 

Emmanuel Melo e Raoni Saade em uma pausa durante a última reunião do CPSTA em Chicago, EUA.

Brasileiros na FCSI

Emmanuel Melo é diretor de design do StudioIno. Ele faz parte da FCSI desde 2015 e atualmente é membro profissional, tendo sido um dos primeiros a ser aprovado nos testes em português. A FCSI está implementando exames voltados para o mercado brasileiro e o conselho foi responsável por traduzir e adaptar as provas, no ano passado. Raoni Saade é gestor de produtos e processos da Mapa Assessoria e também membro profissional da FCSI.

Saiba como fazer parte da FCSI 

Sobre a FCSI

A FCSI foi fundada nos anos 1950 nos Estados Unidos e reúne mais de 1.300 especialistas do mercado de alimentação em 46 países ao redor do mundo. A sociedade conta com testes rigorosos para aprovar novos membros e promover os antigos. Para continuar sendo parte do grupo, o profissional precisa ainda seguir uma programação de atividades de educação continuada e atuar dentro dos padrões éticos estabelecidos pela FCSI.

Sobre o Conselho

Conselho de Padrões Profissionais para as Américas (CPSTA) tem como atribuição determinar diretrizes de desempenho para os consultores da FCSI. Além de medir e estimular a manutenção destes padrões entre os membros da Sociedade.

 

Mais notícias sobre a FCSI no Brasil:

Mais especialistas do StudioIno passam a integrar a FCSI

Publicação americana vai mostrar inovações de projeto em restaurante brasileiro

Mercado brasileiro de foodservice terá certificação de associação internacional

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Olive Garden se firma no Brasil com terceira unidade em São Paulo

O público brasileiro aprovou e a International Meal Company (Imc) entendeu. A dona da marca Olive Garden inaugurou mais uma unidade do restaurante italiano casual em São Paulo. A novidade fica no Shopping Morumbi e tem uma área total de 647 metros quadrados. As portas foram abertas no último dia 20.

Esse é o terceiro ponto do Olive Garden no Brasil e o segundo feito pelo StudioIno. O projeto combina o padrão estabelecido pela marca nos Estados Unidos com adaptações para o mercado e as normas brasileiras.

Novo restaurante previsto para início de 2018

A expansão da marca Olive Garden continua. A primeira unidade nova de 2018 já está em obras e a previsão de inauguração é em fevereiro. O próximo restaurante da rede será no shopping Dom Pedro, em Campinas, a 99 quilômetros da capital paulista.

Sobre o Olive Garden – A marca Olive Garden foi fundada em 1982 e tem mais de 800 unidades em diferentes países. No Brasil, o primeiro ponto fica no Aeroporto Internacional de Guarulhos e o segundo, no Shopping Center Norte, em São Paulo.

Mais sobre os projetos para o Olive Garden

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Doceria portuguesa começa 2018 abrindo mais quatro unidades

Belo Horizonte, Goiânia e São Paulo são as localidades dos pontos que a B.Lem vai inaugurar já no início de 2018. Os novas unidades da doceria especializada em itens portugueses já estão em obras. Os projetos são assinados pelo StudioIno, que trabalha com a marca desde 2014.

A parceria entre as empresas já rendeu 14 unidades prontas as quais as novas vão se somar. Os novos pontos seguem o padrão da rede de lojas, com materiais e detalhes definidos para criar um ambiente aconchegante e moderno. Cada unidade conta com loja e salão para receber os clientes, e uma área interna para finalização dos produtos.

As novas unidades em Belo Horizonte (MG) serão no bairro Savassi e no terminal rodoviário da cidade. Em Goiânia, a B.Lem vai operar no aeroporto. Já em São Paulo, o novo ponto da doceria será na Rua Pamplona, em Jardim Paulista.

O destaque do cardápio da B.Lem é o pastel de nata, que foi eleito o melhor de São Paulo, em 2016, pela Revista Veja. O menu de lanches rápidos traz, além dos doces, opções como pães, bolos e massas folhadas. Para o almoço, a casa tem diferentes pratos com o tradicional bacalhau português. As bebidas variam entre cafés e vinhos, incluindo os do Porto.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Depois do sucesso no Nordeste, gelateria San Paolo chega em São Paulo

Renan e Renata Aguiar trouxeram para o Brasil uma forma diferente de fazer sorvete em 2012, quando fundaram a San Paolo Gourmet. Agora, a novidade chega em São Paulo. A peça central para a proposta inovadora da gelateria é a pedra fria. Uma espécie de “chapa gelada” na qual o sorvete é misturado com ingredientes como frutas, chocolate ou Nutella. A marca cearense abriu a primeira unidade na capital paulista, em outubro, depois de emplacar o formato em Fortaleza, Recife, Salvador e Teresina.

 

O novo ponto da San Paolo fica no Shopping Eldorado e foi totalmente projetado e desenvolvido pelo StudioIno. “Nós precisávamos reformular o padrão da loja e fizemos contato com o StudioIno porque eles são especialistas em foodservice. Nós queríamos esse profissionalismo no desenvolvimento do layout e na escolha dos equipamentos”, explica Renan Aguiar, sócio fundador da San Paolo.

Diris Petribú, diretora de arquitetura, conta que o projeto equilibrou as novidades com a manutenção da forma de operar e a identidade da marca. Para unidade de São Paulo, as mudanças incluíram, por exemplo, diferentes revestimentos. Todo o trabalho durou dois meses. Foram vinte dias de planejamento e projeto, somados a 40 dias de obra.

Planos para 2018

A ideia para o uso da pedra fria veio de uma viagem que o casal fez para a Califórnia (EUA). De volta em casa, os dois pesquisaram as oportunidades de negócio para uma gelateria que combinasse o uso do equipamento com gelato italiano e sabores brasileiros. E assim começava a história da San Paolo.

Hoje, cinco anos depois, o casal tem planos para expandir a marca ainda mais em 2018. “Vamos abrir mais duas lojas em São Paulo, uma nova em Salvador, e começar a trabalhar no o mercado de São Luís. No total, planejamos abrir seis novas unidades no próximo ano”, diz Renan. Esse crescimento já é normal para a San Paolo, que expandiu as operações neste mesmo ritmo em 2016 e 2017.

 

 

Veja mais projetos de gelaterias:

http://www.studioino.com/gelaterias/

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Topema avança no mercado americano com design brasileiro

O programa Design Export divulgou, recentemente, o case da Topema. A empresa está expandindo o portfólio de exportação com um produto redesenhando pelo StudioIno:

Com uma história de mais de 50 anos, a Topema Cozinhas Profissionais fabrica equipamentos e acessórios para cozinhas em Diadema, São Paulo. A empresa já exporta para os Estados Unidos e, para aumentar a percepção de valor em um dos seus produtos, participou do Design Export para redesenhar o equipamento.

Trata-se do ROBO FROZEN®, produto da linha Innovations que se comporta como uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que podem ser dosados. De acordo com Lourival Nascimento dos Santos, diretor de inovação da Topema, era preciso fazer melhorias no equipamento. “A percepção é de que a máquina atual ainda intimida o usuário. Ela precisa trazer aos consumidores uma experiência de compra agradável e interativa. Nossa intenção foi deixá-la com uma interface melhor e com acabamento perfeito, além de cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais”, comenta.

O escritório StudioIno foi conectado à empresa e assumiu o projeto de redesign do ROBO FROZEN®. “O grande desafio era humanizar um equipamento robótico automatizado. Trabalhamos na melhoria da percepção visual, na criação de trilha sonora, nas luzes e na comunicação no ponto de venda. Tudo isso para melhorar a experiência do consumidor”, diz o designer Emmanuel Melo.

 

Informações do Design Export

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

O conceito em foodservice determina a experiência do consumidor

Quando uma família ou um grupo de amigos decide sair para comer fora, alguns fatores os farão ficar felizes ou chateados com o passeio. A qualidade da comida é essencial, mas outros elementos também contribuem. O atendimento foi bom? O ambiente combinou com a proposta do restaurante? O tempo passado no local foi agradável? A soma de todos esses elementos determina como será a experiência do consumidor. E para oferecer uma experiência positiva o negócio precisa de um conceito forte e bem resolvido. Então, como um estabelecimento de foodservice pode desenvolver um conceito interessante?

Emmanuel Melo, designer e diretor do StudioIno, escreveu sobre esse tema para o site InFood.

Para acessar o artigo completo é só clicar na imagem abaixo:

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Empório especializado em produtos italianos chega à capital paulista

Os italianos da família Auricchio chegaram ao Brasil na década de 1950. Agora, o empreendimento deles chega à capital paulista. Quando vieram para o novo continente, os Auricchios trouxeram o conhecimento da região da Campagna, onde se produz muçarela de búfala. Eles estabeleceram uma fábrica no interior de São Paulo sob a marca Bufalat. É essa produção que, há quatro meses está disponível em um empório no bairro de Perdizes, São Paulo.

O StudioIno desenhou a cozinha e a área dos clientes para a unidade. No local, é possível degustar a famosa muçarela e pratos com ingredientes italianos. Outra opção é visitar a loja e levar para casa algumas das delícias disponíveis. Diris Petribú, diretora da empresa, explica que o projeto foi bastante simples. A filosofia da Bufalat é transpor a atmosfera artesanal e caseira para o empório.

 

Muçarela e mais

A fábrica da Bufalat combina equipamentos modernos com um rigoroso controle de qualidade para que o resultado final seja igual aos produzidos na Itália. A marca garante um queijo com sabor e cremosidade das melhores muçarelas de búfala.

Apesar de ser o carro-chefe da marca, a Bufalat produz outros itens além do famoso queijo branco. Entre as outras opções disponíveis estão a ricota fresca, a burrata, uma muçarela misturada com leite fermentado, e a scamorza, um queijo feito com leite bovino.

 

(Sabemos que pode parecer estranho, mas desde 2009, a grafia do nome deste queijo tão querido foi aportuguesada para “muçarela”, com “ç” mesmo).

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.