Pizza Makers expande operações com opções de saladas e espaço com bar

Desde a abertura da primeira unidade, em dezembro de 2016, a Pizza Makers esteve em constante expansão. Atualmente, a marca tem 13 unidades no Rio de Janeiro e em São Paulo, além de outros quatro pontos novos em obras. O crescimento em números veio acompanhado de novidades nas operações. A Pizza Makers destaca a oferta de saladas e está prestes a estrear espaços com ambiente de bar. Os incrementos levaram a rede a atualizar a comunicação visual e a investir em novos projetos de arquitetura executados pelo StudioIno.

O conceito da Pizza Makers é a valorização da cultura do “faça você mesmo”. Estimulando os clientes a expressarem suas ideias, em um ambiente moderno e casual, a rede oferece pizzas que o consumidor monta da forma que achar melhor, acrescentando diferentes opções de ingredientes. O produto fica pronto na hora, com o uso de um forno especial de cozimento rápido. 

Gregory Machado, proprietário da Pizza Makers, explica que sentiu a necessidade de destacar as saladas para mostrar ao consumidor mais alternativas de comer “do seu jeito”. “Vimos que temos esse ‘gap’ no mercado de praça de alimentação de saladas. Queremos ser vistos também pelas nossas excelentes saladas e conseguir agradar o consumidor de todas as formas”, diz Machado. 

Os espaços com bar são algo que já estavam nos planos para a Pizza Makers. “Esse sempre foi um projeto que esteve guardado desde o início”, conta o empresário. “Agora surgiu a oportunidade de colocá-lo em prática num dos principais aeroporto do mundo”, celebra Machado. O novo formato estará disponível na unidade do aeroporto de Guarulhos (SP), que tem previsão de começar a funcionar no início do ano que vem.

Branding atualizado 

Para mostrar as novidades aos clientes, alguns elementos do branding foram atualizados. O conceito e a comunicação visual da Pizza Makers haviam sido criados pelo StudioIno junto com Gregory Machado lá no início do projeto, em 2016. 

Emmanuel Melo, diretor de design do StudioIno, enumera as razões para a atualização do branding. “Tornar a comunicação mais clara para os clientes, principalmente na hora de escolher os ingredientes para montar pizzas, calzones ou saladas; dar mais visibilidade para as saladas no cardápio; e apresentar os novos ingredientes, em especial, para o público vegetariano e vegano”. Para isso, as peças de comunicação visual foram redesenhadas, entre elas os adesivos para o balcão de montagem, os cardápios de mão, e o menu destacado nas paredes das unidades. 

O StudioIno também foi responsável pelo desenvolvimento do projeto de arquitetura para os espaços externos e as cozinhas da Pizza Makers, desde o começo da marca. Com as novidades, a integração da ambientação ao conceito continua. “A identidade do branding é a mesma, com evocação da cultura maker”, explica Melo.

Crescimento da marca

Para 2020, Machado diz que o plano é continuar aumentando as operações, mas sem afobação. “Crescimento com pé no chão! Sendo sempre referência em qualidade, atendimento e rentabilidade”.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Apostando na tradição dos gelatos italianos

Brasileiros descendentes de italianos, os empreendedores Fabiano Bianchi e Henrique Zarpellon procuraram o StudioIno com um nome e uma ideia. O projeto deles era abrir uma gelateria que valorizasse a forma de produzir e as tradições da Itália. Com a proposta inicial em mente, as equipes de arquitetura e design do escritório partiram para o desenvolvimento de uma proposta unindo as duas áreas em torno do conceito. 

O nome da gelateria foi escolhido pelos proprietários: Gigli D’Oro. O termo quer dizer “lírios de ouro” e remete às flores na bandeira de Florença, capital da Toscana. Emmanuel Melo, diretor de design do StudioIno, diz que é nessa região onde se presume que o gelato tenha sido inventado. 

Consultoria completa: arquitetura e design para foodservice

Inspirados pelo nome e pela premissa do negócio, o time de design do StudioIno desenvolveu o branding da gelateria. O trabalho de pesquisa foi realizado em 60 dias e se integra com as ideias para o projeto de arquitetura, que está em construção no momento. Essa união de especialidade é uma oferta de serviço diferenciada que o StudioIno traz para o mercado de consultoria de foodservice. O negócio é pensando de forma global e o conceito da marca é trabalhado consistemente nas diferentes áreas do projeto.

Emmanuel Melo explica a integração de serviços, como foi realizada para a Gigli D’Oro. “A arquitetura é parte importante do branding e que articulada com os demais elementos da comunicação: logo, atmosfera do interior, produtos… deverá comunicar os valores da marca. Um gelato autêntico em um ambiente moderno, mas com referências italianas da Toscana”.

Branding para a gelateria

Essa mistura entre elementos modernos e aqueles tradicionais da Toscana dá o norte para o branding que o StudioIno criou para a marca. As cores em destaque são o verde escuro, o dourado e o vermelho. Elas foram selecionadas pela observação dos empresários em várias visitas à vários estabelecimentos de alimentação da Itália. A equipe de design aumento essa paleta acrescentando tons marrons, branco e preto. O lírio, central para o conceito do empreendimento, foi estilizado para compor a marca e permeia a comunicação visual. O branding traduziu o conceito da Gigli D’Oro em vários pontos de contato com o cliente, para criar uma experiência completa. A comunicação está na fachada, nos copinhos, nos uniformes dos funcionários, entre outros.

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Já experimentou os produtos da Oficina de Sorvete de Heliópolis?

Gabriel Dimenstein não se acanha na hora de falar sobre os produtos da OSH. “É um sorvete que não deixa a dever a nenhum outro das grandes marcas”. A sigla quer dizer Oficina de Sorvete de Heliópolis, mas o nome também imita a interjeição “oxe”. A iniciativa capitaneada por Dimenstein une, com essa pegada até um pouco lúdica, gastronomia e empreendedorismo social.

A Oficina de Sorvete de Heliópolis é um projeto que ensina jovens daquela comunidade a fabricarem e venderem a sobremesa gelada. A produção é voltada para um produto de alta qualidade, os sorvetes e picolés são feitos todos os dias com ingredientes frescos e naturais, sem a utilização de pó ou massa artificiais. Os itens utilizados na fabricação são fornecidos por pequenos produtores locais e os sorvetes não recebem adição de saborizantes.

“O sorvete é uma coisa muito simpática, mexe com a memória afetiva das pessoas, é algo que mundo gosta, desde o adulto até a criança. Então a gente começou a capacitar jovens de lá para eles aprenderem a fazer o sorvete e, a partir daí, eles venderem o sorvete em alguns pontos da cidade e já começarem a levantar um pouco de renda para eles, para a comunidade”, conta Dimenstein.

União de gastronomia, design, arquitetura e empreendedorismo social 

A OSH é resultado da rede de parcerias que Gabriel Dimenstein, sócio do site Catraca Livre, conseguiu construir ao redor da ideia. “A demanda inicial nasceu do desemprego. Heliópolis é uma das maiores comunidades do Brasil onde moram mais de 250 mil pessoas, tem uma taxa de desemprego enorme. E lá dentro, tem a [ONG] Unas, uma entidade muito séria que trabalha em vários segmentos, com projetos muito importantes para a comunidade”, conta.

Por “um desses acasos da vida”, Dimenstein conheceu os cursos de produção de sorvete gourmet de Francisco Sant’Ana, na Escola Sorvete. A ideia de agregar uma capacitação desse tipo às atividades da Unas veio logo em seguida. 

Douglas Cavalcante foi um dos jovens participantes das atividades da ONG, fundada em 1978, e hoje trabalha na instituição como o responsável pela comunicação. Ele explica que, atualmente, a Unas tem 51 projetos e atende 10 mil pessoas. Agregando as ações da OSH, Cavalcante vê três pontos de contato com a comunidade: geração de renda, discussão sobre alimentação saudável, e fortalecimento da produção econômica do território. 

Os produtos OSH foram lançados no mercado, oficialmente, no dia 1° de maio deste ano, com o primeiro ponto de venda sendo estabelecido no “Beco do Batman”, na Vila Madalena. A data do início das operações, o Dia do Trabalho, claro, não foi uma coincidência. “Escolhemos esse dia para a inauguração como uma forma de levantar o debate sobre os 13 milhões de desempregados que temos no Brasil atualmente, e pensarmos em alternativas para combatermos isso. Para nós, o empreendedorismo é a melhor delas”, explica Maria Luiza Rocha, sócia da Escola Sorvete 

O StudioIno faz parte da rede de parcerias, sendo responsável pelo projeto da fábrica / laboratório / escola. O escritório também desenvolveu o conceito e o branding da OSH, traduzindo a ideia da marca para a comunicação visual dos carrinhos, embalagens, uniformes e copinhos. 

A Escola Sorvete é o braço de gastronomia, oferecendo expertise para a iniciativa e capacitando os jovens. A fabricante de equipamentos de cozinha industrial Alphagel entrou para o time doando máquinas de produção de sorvete e de picolés. Edgard Barki, professor da FGV, também faz parte da iniciativa. Ele é especialista em empreendedorismo periférico e está auxiliando a estruturação da OSH, elaborando o plano de negócios da iniciativa. Por fim, Dimenstein conta que também costurou parceiras com diferentes localidades para a comercialização dos produtos OSH. Os sorvetes serão vendidos em um ponto na Avenida Paulista e em parques da cidade, como o Villa-Lobos e o Água Branca. 

“Na real, foi um sonho que acabou sendo compartilhado por muitas pessoas”, diz Dimenstein.

Agora,  o objetivo é finalizar a construção da fábrica própria – por enquanto, os produtos estão sendo feitos na Escola Sorvete -, e empregar mais pessoas na produção e venda. Esse trabalho será, mais uma vez, realizado por meio de parcerias. Douglas Cavalcanti conta que o espaço já está garantido, um imóvel ao lado da sede da Unas. Agora ele e outros funcionários da ONG trabalham para angariar fundos e costurar apoios. A expectativa dele é ter a reforma do local finalizada no ano que vem. 

O melhor sorvete do mundo 

O impulso inicial para a criação da OSH foi a vontade de mitigar o desemprego na comunidade. O foco do negócio da OSH, entretanto, é aquele que Gabriel Dimenstein destaca com tanto orgulho: comercializar um produto de qualidade superior. “Nossa missão é vender o melhor sorvete”, resume.  

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Franquia brasileira é destaque em anuário americano de foodservice

Pelo segundo ano consecutivo, um projeto do StudioIno foi publicado na Project ShowCase, revista anual da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês). O trabalho para a rede Pizza Makers foi selecionado dentre submissões de arquitetura e gestão de foodservice enviadas por membros da FCSI de diferentes países.

A publicação mostra desde a criação do conceito até as soluções de equipamentos e de espaço feitas para a pizzaria. “Greg Machado, o empreendedor por trás da ideia do Pizza Makers, queria que as pessoas pudessem fazer escolhas como parte da experiência de fazer a pizza. Para o novo restaurante ele pegou o formato das pizzarias tradicionais e incrementou as coisas”, conta a revista.

O StudioIno foi responsável pelo desenvolvimento do conceito, projeto de cozinha, projeto de arquitetura e interior, projetos complementares, e projeto de branding, ou seja, nome, marca, uniforme e elementos gráficos da comunicação com os clientes. “Os profissionais do StudioIno organizaram um eficiente restaurante conceito de “monte sua própria pizza” ancorado em fornos rápidos”, mostra a Project ShowCase.

Saiba tudo sobre o projeto do Pizza Makers  

 

Soluções de arquitetura e equipamento

Os detalhes da arquitetura são destaque na publicação. “O Pizza Makers foi desenhado para caber em uma variedade de pequenos espaços. O visual e o sentimento de “feito à mão” está presente da decoração à comida, na forma de pizzas, calzones ou saladas individuais e personalizadas. O balcão de serviços inclui recipientes refrigerados para que o cliente possa ver todos os ingredientes, e um espaço de trabalho grande o suficiente para os funcionários prepararem os pratos”.

Baixe a matéria sobre o Pizza Makers na Project ShowCase

O futuro da rede Pizza Makers

O trabalho do StudioIno com o Pizza Makers começou em 2016. Atualmente, a rede conta com oito unidades inauguradas entre Rio de Janeiro e São Paulo. Outras duas estão em obras, com previsão de abertura até o final do ano.

Mais brasileiros na Project ShowCase

Para a edição de 2018 da Project ShowCase, foram selecionados 14 projetos. O trabalho dos consultores Nathalia Sifuentes e Armando Pucci para o Hotel Palácio Tangará também foi escolhido para a publicação. Junto com o StudioIno, esses são os dois únicos projetos brasileiros escolhidos, todos os outros 12 da lista são assinados por escritórios norte-americanos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Em São Luís, casal de empreendedores investe na alegria do sorvete

A proposta está clara já no nome: Felice. O mais novo espaço de gelatos de São Luís (MA), comandado por Vanessa e Juninho Maranhão, tem a proposta de oferecer uma experiência alegre para os visitantes. Alegre como tomar um sorvete com os amigos ou em família. A previsão de abertura é em dezembro.

O StudioIno desenvolveu tanto o trabalho de conceito e branding quanto o projeto de arquitetura e ambientação da Felice. Os dois elementos andam juntos e levam a filosofia da marca para todos os elementos da loja.

Soluções de branding

Emmanuel Melo, diretor de design do StudioIno, conta que como a alegria de tomar um sorvete na companhia de pessoas queridas é a ideia por trás da criação da marca, todo os outros aspectos da comunicação visual busca evocar esse sentimento.

“As cores, o símbolo de bolas de sorvete com a textura e a forma despertam o paladar e são associadas à alegria. Essa evocação representa também a personalidade dos empreendedores. O Juninho e a Vanessa são pessoas alegres e a gelateria teria que ter essa atmosfera”, detalha Melo.

 

 

Soluções de arquitetura

O sentimento de alegria também foi transposto para o ambiente físico da loja. “O espaço foi projetado para ser um ambiente aconchegante que transmitisse um clima de felicidade, como o autêntico gelato italiano”, diz Diris Petribú, diretora de arquitetura do StudioIno.

O local é amplo e aberto proporcionando uma integração com o deck criado em frente à loja. Os elementos de decoração remetem às cores dos gelatos aplicadas na marca e o uso de balcões destaca o produto.

Delícias da Felice

Emmanuel lembra que a palavra “gelato” não quer dizer apenas “sorvete” em italiano. “É uma forma de preparo artesanal que garante cremosidade e textura aveludada”. A Felice tem a proposta de unir essa tradição da Itália com os sabores de frutas locais. Cafés e bolos completam as opções da casa.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Feira Hotel & Food Nordeste terá palestras sobre o futuro do foodservice

Os empreendedores do setor de alimentação fora do lar terão durante a HFN – Hotel & Food Nordeste uma ótima oportunidade para adquirir novos conhecimentos sobre o que está por vir na gestão de bares e restaurantes. Essa é a pauta do Gourmet Experience, o circuito de palestras que será realizado nos três dias do evento, de 3 a 5 de outubro, no Centro de Convenções de Pernambuco. As inscrições já estão abertas.

O Gourmet Experience foi pensado como uma plataforma de educação em gestão e operação gastronômica, reunindo consultores, chefs e restaurateurs. “Trouxemos especialistas nacionais para dialogar com quem faz o setor de alimentação fora do lar em Pernambuco e no Nordeste com o objetivo de melhorar cada vez mais a prestação de serviços na nossa região”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Pernambuco (Abrasel-PE), André Araújo.

Emmanuel Melo, diretor do StudioIno, é um dos palestrantes convidados. Ele falará ao público sobre como o design, a tecnologia e uma boa experiência do consumidor podem gerar resultados para o negócio. A apresentação do designer será no dia 5 de outubro, às 15h.

Entre os outros temas que serão discutidos durante as rodadas de conversas estão: estratégias para criação de cardápio, novos modelos de restaurantes, marketing digital e inovação em foodservice.

Mais sobre a  HFN – Hotel & Food Nordeste

A HFN – Hotel & Food Nordeste será realizada entre os dias 3 e 5 de outubro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. O evento é organizado pela Insight Feiras e Negócios em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH) e a Abrasel.

 

Programação da Gourmet Experience:

3/10

15h às 16h30 – Como criar um cardápio vendedor – Matheus Lessa -empreendedor e digital influencer.

17h às 18h30 – Descubra como um bom controle financeiro e o uso correto de indicadores pode triplicar seu faturamento – Dennis Nakamura – CEO da Relp! aceleradora de restaurantes.

19h às 20h30 – Marketing temperado para restaurantes sem sal – Jorge Lima – publicitário especializado em gestão empresarial.

4/10

17h30 às 19h – Engenharia de cardápios: potencializando os resultados do seu restaurante – Flávio Guersola e Adalberto Santos – consultores da Guersola Consultores.

Debatedores: Bill (Grupo Ilha), Sophia Lins (La Cuisine Buffet) e Leonardo Lamartine (Rede Bonaparte).

19h30 às 21h – Os novos modelos do restaurante ganham espaço – Reginaldo Andrade – sócio fundador do site Infood. Debatedores – Cesar Santos, André Saburó e Joca Pontes.

5/10

15h às 16h30 – Tecnologia, design, experiência do consumidor e branding: um novo olhar sobre o negócio de foodservice – Emmanuel Melo – Kitchen Design / FCSI.

17h30 às 19h – Vamos falar sobre o seu futuro – Daniel Oliveira – consultor e sócio fundador da Oitoequinze Design.

19h às 20h30 – Mundo complexo, mercado dinâmico, negócios estagnado: como o marketing digital pode te ajudar a realizar curvas de inovação – Paulo Jelihovschi – sócio da Braincloud.

 

 

 

Serviço:

HFN – Hotel & Food Nordeste

Data: 3 a 5 de outubro de 2018

Local: Recife (PE) – Centro de Convenções de Pernambuco

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.