Olive Garden se firma no Brasil com terceira unidade em São Paulo

O público brasileiro aprovou e a International Meal Company (Imc) entendeu. A dona da marca Olive Garden inaugurou mais uma unidade do restaurante italiano casual em São Paulo. A novidade fica no Shopping Morumbi e tem uma área total de 647 metros quadrados. As portas foram abertas no último dia 20.

Esse é o terceiro ponto do Olive Garden no Brasil e o segundo feito pelo StudioIno. O projeto combina o padrão estabelecido pela marca nos Estados Unidos com adaptações para o mercado e as normas brasileiras.

Novo restaurante previsto para início de 2018

A expansão da marca Olive Garden continua. A primeira unidade nova de 2018 já está em obras e a previsão de inauguração é em fevereiro. O próximo restaurante da rede será no shopping Dom Pedro, em Campinas, a 99 quilômetros da capital paulista.

Sobre o Olive Garden – A marca Olive Garden foi fundada em 1982 e tem mais de 800 unidades em diferentes países. No Brasil, o primeiro ponto fica no Aeroporto Internacional de Guarulhos e o segundo, no Shopping Center Norte, em São Paulo.

Mais sobre os projetos para o Olive Garden

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Doceria portuguesa começa 2018 abrindo mais quatro unidades

Belo Horizonte, Goiânia e São Paulo são as localidades dos pontos que a B.Lem vai inaugurar já no início de 2018. Os novas unidades da doceria especializada em itens portugueses já estão em obras. Os projetos são assinados pelo StudioIno, que trabalha com a marca desde 2014.

A parceria entre as empresas já rendeu 14 unidades prontas as quais as novas vão se somar. Os novos pontos seguem o padrão da rede de lojas, com materiais e detalhes definidos para criar um ambiente aconchegante e moderno. Cada unidade conta com loja e salão para receber os clientes, e uma área interna para finalização dos produtos.

As novas unidades em Belo Horizonte (MG) serão no bairro Savassi e no terminal rodoviário da cidade. Em Goiânia, a B.Lem vai operar no aeroporto. Já em São Paulo, o novo ponto da doceria será na Rua Pamplona, em Jardim Paulista.

O destaque do cardápio da B.Lem é o pastel de nata, que foi eleito o melhor de São Paulo, em 2016, pela Revista Veja. O menu de lanches rápidos traz, além dos doces, opções como pães, bolos e massas folhadas. Para o almoço, a casa tem diferentes pratos com o tradicional bacalhau português. As bebidas variam entre cafés e vinhos, incluindo os do Porto.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Depois do sucesso no Nordeste, gelateria San Paolo chega em São Paulo

Renan e Renata Aguiar trouxeram para o Brasil uma forma diferente de fazer sorvete em 2012, quando fundaram a San Paolo Gourmet. Agora, a novidade chega em São Paulo. A peça central para a proposta inovadora da gelateria é a pedra fria. Uma espécie de “chapa gelada” na qual o sorvete é misturado com ingredientes como frutas, chocolate ou Nutella. A marca cearense abriu a primeira unidade na capital paulista, em outubro, depois de emplacar o formato em Fortaleza, Recife, Salvador e Teresina.

 

O novo ponto da San Paolo fica no Shopping Eldorado e foi totalmente projetado e desenvolvido pelo StudioIno. “Nós precisávamos reformular o padrão da loja e fizemos contato com o StudioIno porque eles são especialistas em foodservice. Nós queríamos esse profissionalismo no desenvolvimento do layout e na escolha dos equipamentos”, explica Renan Aguiar, sócio fundador da San Paolo.

Diris Petribú, diretora de arquitetura, conta que o projeto equilibrou as novidades com a manutenção da forma de operar e a identidade da marca. Para unidade de São Paulo, as mudanças incluíram, por exemplo, diferentes revestimentos. Todo o trabalho durou dois meses. Foram vinte dias de planejamento e projeto, somados a 40 dias de obra.

Planos para 2018

A ideia para o uso da pedra fria veio de uma viagem que o casal fez para a Califórnia (EUA). De volta em casa, os dois pesquisaram as oportunidades de negócio para uma gelateria que combinasse o uso do equipamento com gelato italiano e sabores brasileiros. E assim começava a história da San Paolo.

Hoje, cinco anos depois, o casal tem planos para expandir a marca ainda mais em 2018. “Vamos abrir mais duas lojas em São Paulo, uma nova em Salvador, e começar a trabalhar no o mercado de São Luís. No total, planejamos abrir seis novas unidades no próximo ano”, diz Renan. Esse crescimento já é normal para a San Paolo, que expandiu as operações neste mesmo ritmo em 2016 e 2017.

 

 

Veja mais projetos de gelaterias:

http://www.studioino.com/gelaterias/

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Topema avança no mercado americano com design brasileiro

O programa Design Export divulgou, recentemente, o case da Topema. A empresa está expandindo o portfólio de exportação com um produto redesenhando pelo StudioIno:

Com uma história de mais de 50 anos, a Topema Cozinhas Profissionais fabrica equipamentos e acessórios para cozinhas em Diadema, São Paulo. A empresa já exporta para os Estados Unidos e, para aumentar a percepção de valor em um dos seus produtos, participou do Design Export para redesenhar o equipamento.

Trata-se do ROBO FROZEN®, produto da linha Innovations que se comporta como uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que podem ser dosados. De acordo com Lourival Nascimento dos Santos, diretor de inovação da Topema, era preciso fazer melhorias no equipamento. “A percepção é de que a máquina atual ainda intimida o usuário. Ela precisa trazer aos consumidores uma experiência de compra agradável e interativa. Nossa intenção foi deixá-la com uma interface melhor e com acabamento perfeito, além de cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais”, comenta.

O escritório StudioIno foi conectado à empresa e assumiu o projeto de redesign do ROBO FROZEN®. “O grande desafio era humanizar um equipamento robótico automatizado. Trabalhamos na melhoria da percepção visual, na criação de trilha sonora, nas luzes e na comunicação no ponto de venda. Tudo isso para melhorar a experiência do consumidor”, diz o designer Emmanuel Melo.

 

Informações do Design Export

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

O conceito em foodservice determina a experiência do consumidor

Quando uma família ou um grupo de amigos decide sair para comer fora, alguns fatores os farão ficar felizes ou chateados com o passeio. A qualidade da comida é essencial, mas outros elementos também contribuem. O atendimento foi bom? O ambiente combinou com a proposta do restaurante? O tempo passado no local foi agradável? A soma de todos esses elementos determina como será a experiência do consumidor. E para oferecer uma experiência positiva o negócio precisa de um conceito forte e bem resolvido. Então, como um estabelecimento de foodservice pode desenvolver um conceito interessante?

Emmanuel Melo, designer e diretor do StudioIno, escreveu sobre esse tema para o site InFood.

Para acessar o artigo completo é só clicar na imagem abaixo:

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

 

Empório especializado em produtos italianos chega à capital paulista

Os italianos da família Auricchio chegaram ao Brasil na década de 1950. Agora, o empreendimento deles chega à capital paulista. Quando vieram para o novo continente, os Auricchios trouxeram o conhecimento da região da Campagna, onde se produz muçarela de búfala. Eles estabeleceram uma fábrica no interior de São Paulo sob a marca Bufalat. É essa produção que, há quatro meses está disponível em um empório no bairro de Perdizes, São Paulo.

O StudioIno desenhou a cozinha e a área dos clientes para a unidade. No local, é possível degustar a famosa muçarela e pratos com ingredientes italianos. Outra opção é visitar a loja e levar para casa algumas das delícias disponíveis. Diris Petribú, diretora da empresa, explica que o projeto foi bastante simples. A filosofia da Bufalat é transpor a atmosfera artesanal e caseira para o empório.

 

Muçarela e mais

A fábrica da Bufalat combina equipamentos modernos com um rigoroso controle de qualidade para que o resultado final seja igual aos produzidos na Itália. A marca garante um queijo com sabor e cremosidade das melhores muçarelas de búfala.

Apesar de ser o carro-chefe da marca, a Bufalat produz outros itens além do famoso queijo branco. Entre as outras opções disponíveis estão a ricota fresca, a burrata, uma muçarela misturada com leite fermentado, e a scamorza, um queijo feito com leite bovino.

 

(Sabemos que pode parecer estranho, mas desde 2009, a grafia do nome deste queijo tão querido foi aportuguesada para “muçarela”, com “ç” mesmo).

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Projeto do Viena Delish selecionado para publicação americana

O projeto de foodservice do StudioIno para o novo restaurante Viena Delish está na edição deste ano da revista Project ShowCase, da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês). Este ano, a publicação selecionou 12 projetos de foodservice entre os trabalhos de associados nas Américas e o do StudioIno é único da América Latina a ser escolhido nesta categoria.

O que a revista destaca

“Os projetos são diversos tanto em conteúdo quanto em localização, já que a FCSI continua a expandir para novas áreas”, explica James C Camacho, o presidente da divisão para as Américas da FCSI, no editorial da revista. Ele continua: “este ano, destacamos 12 projetos de foodservice e dois projetos de gestão, incluindo escolas, universidades, restaurantes, um hospital, refeitório corporativo e resorts”.

A Project ShowCase mostra como o trabalho de reconceituação foi importante para que a marca Viena conquistasse o público mais jovem sem alienar os clientes cativos. A matéria, explica todo o processo necessário para que este resultado fosse atingido. O trabalho envolveu desde pesquisas e workshops com profissionais de diferentes áreas até o desenvolvimento de soluções de cozinha, bar, arquitetura e branding que traduzissem o novo posicionamento da marca. Destacamos as contribuições da Todos Arquitetura no design do interior e da consultora em branding Alice Yang na experiencia do consumidor.

Conheça todo os detalhes do projeto para o Viena Delish

Porque a publicação é importante

A Project ShowCase é a principal publicação da FCSI. Todos os anos, a Sociedade faz contato com todos os associados em busca das soluções mais interessantes e inovadoras. Atualmente, a FCSI tem mais de 1.600 membros em 46 países.

A revista então seleciona os projetos mais relevantes e inicia um processo de filtragem, no qual o pleiteante deve preencher os requisitos da FCSI e fornecer os detalhamentos necessários para a publicação. Desta forma, são selecionados os 14 trabalhos (12 de projetos e 2 de gestão) que chegam às páginas da revista.

Saiba mais sobre o processo de seleção da Project ShowCase

Viena Delish na publicação da FCSI

A publicação da FCSI já está disponível online. Todos os detalhes sobre o Viena Delish na revista podem ser conferidos abaixo:

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Como aproveitar as oportunidades do mercado de delivery

O surgimento dos aplicativos para pedir comidas em casa fez o negócio de delivery se fortalecer no mercado brasileiro. Entretanto, muitos restaurantes ainda não oferecem o serviço. Ou seja, esse é um setor no qual há muita oportunidade de crescimento. Vamos ver como um empreendimento pode expandir as operações agregando o serviço de refeições entregues em domicílio ao modelo de negócios?

Diris Petribú, diretora do StudioIno, analisou o tema detalhadamente neste artigo para a Infood.

Leia o texto completo abaixo:

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

O mercado delivery está em alta. Como preparar o negócio para essa oportunidade?

Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o mercado de delivery movimentou 9 bilhões de reais em 2015. Como preparar um empreendimento para atender essa demanda? Este, assim como as oportunidades de “grab and go”, foram os temas da palestra que Diris Petribú, diretora do StudioIno, e a consultora Nathália Sifuentes fizeram na Equipotel, no último dia 14.

Como preparar um negócio para delivery?

Para Diris, cinco pilares fazem com que um serviço de delivery seja bem sucedido e é para eles que o empreendedor do setor deve atentar. Esses pontos principais são:

1 – Mercado = qual será o público? Qual será a área atendida? Qual volume de vendas previsto?

2 – Cardápio = será o mesmo do restaurante ou um versão reduzida? Como será a embalagem e apresentação dos pratos?

3 – Vendas e entrega = como serão feitas as vendas, por ferramentas próprias ou de terceiros? Como será o sistema de entrega?

4 – Comunicação = como as ferramentas de comunicação do negócio vão informar ao público sobre o serviço de delivery?

5 – Estrutura física = como o ambiente do negócio, os funcionários e o fluxo de movimentação vai ser adaptado para o serviço de entrega?

Dentre os exemplos de serviço de entrega bem feito, Diris mostrou a experiência do VeganJá, um delivery de comida vegana em São Paulo. A loja não tem cozinha própria. Utiliza a estrutura colaborativa do Hub Foodservice e baseia todo o modelo de negócios nas vendas à domicílio. São marmitas sem produtos de origem animal, embaladas de forma ecológica e entregues em caminhonetes com refrigeração. O formato deu tão certo que a VeganJá passou de 250 refeições produzidas por semanas para mil pratos feitos no mesmo período em apenas uma ano e meio de operações. A loja já prevê chegar a 1,6 mil marmitas por semana em outubro.

A experiência do “grab and go”

Nathália Sifuentes falou sobre oportunidades de negócio com “grab and go”, uma solução de alimentos prontos e de fácil acesso que tem ganhado espaço no mercado nacional. “Não é loja de conveniência, com produtos empacotados. É comida de verdade, fresca, e pronta para levar”, explicou a consultora.

Nathália detalhou mostrou que fatores influenciam em um serviço de “grab and go” rentável e agradável para o cliente. Entre eles, está o desenvolvimento de uma embalagem atrativa e adequada ao alimento, e a oferta de produtos locais e saudáveis.

FCSI na Equipotel

Diris e Nathália fazem parte da Foodservice Consultants Society International (FCSI). A palestra das profissionais fez parte da programação da FCSI na Equipotel que, durante os quatro dias da feira, trouxe especialistas associados para conversar com o público sobre temas pertinentes ao mercado de foodservice.

 

Mais da Equipotel: veja a conversa sobre conceito em foodservice.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Como preparar um negócio de foodservice para receber pedido de entrega pelo celular

Tanto por meio de aplicativos que reúnem vários estabelecimentos quanto por aplicativos próprios, negócios de foodservice estão cada vez mais recebendo pedidos de entrega feitos pelo celular. Como preparar um empreendimento para entrar nesse mercado crescente é o tema da palestra que Diris Petribú, diretora do StudioIno, fará na Equipotel. A conversa será no dia 14 de setembro, às 16h30.

A importância dos aplicativos de delivery no foodservice

Como utilizar os aplicativos no serviço de entrega? Qual a importância de manter contato com a base de clientes para maximizar os resultados da ferramenta? No caso dos pedidos “para viagem” é preciso ter uma área da loja específica para esse serviço? Esses são alguns dos temas que serão abordados durante a palestra. Além de Diris, o assunto será discutido por Nathália Sifuentes, consultora de foodservice.

Diris e Nathália fazem parte da Foodservice Consultants Society International (FCSI). A palestra delas faz parte da programação do espaço Café do Saber. Durante toda a feira, às 16h30 o local recebe um bate-papo com curadoria da FCSI.

Sobre a Equipotel

Está é a 55ª edição deste evento que há muito se estabeleceu como referência para toda a cadeia de hospitalidade e serviços alimentares na América Latina. Este ano, serão 200 expositores nacionais e internacionais distribuídos pelos 25 mil m² do espaço de exposição. A programação se completa com uma séries de palestras gratuitas.

 

Serviço:

Equipotel

Data: 11 a 14 de setembro de 2017

Horário: Segunda-feira à quinta-feira das 13h às 21h

Local: São Paulo Expo – São Paulo/SP

 

Palestra: A importância de preparar seu negócio para a mobilidade

Data: 14 de setembro de 2017

Horário: 16h30

Local: Rua N22 do pavilhão

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.