Oportunidade aberta para empresas interessadas em exportar

Empresas brasileiras interessadas em aprimorar ou criar produtos para exportação têm uma ótima oportunidade com mais uma edição do programa Design Export da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O StudioIno foi, mais uma vez, credenciado como para fazer parte da iniciativa.

A iniciativa é uma parceria entre a Apex-Brasil e o Centro Brasil Design (CBD). O Design Export conecta os empresários a profissionais de design para que recebam consultorias e capacitações. Além disso, o programa oferece apoio técnico e financeiro para a criação de embalagens ou produtos voltados para mercado internacional. A metodologia do Centro Brasil Design, chamada Design na Prática, é aplicada em todas as etapas do projeto e um consultor CBD especializado em gestão do design acompanha todo o processo com o objetivo de potencializar os resultados e minimizar riscos.

Criado em 2013, o Design Export está em sua terceira edição e já atendeu 300 empresas de mais de 120 cidades de 17 diferentes estados brasileiros.

Como participar?
Este ano, o Design Export vai ajudar 600 empresas brasileiras a internacionalizar seus produtos. O primeiro edital de 2019 já está fechado, com o ciclo inicial já começando. Para participar das próximas edições, os interessados devem preencher o formulário no site do programa falando um pouco sobre o produto a ser desenvolvido. Na páginas, estão disponíveis casos de soluções impulsionadas pelo projeto.

A experiência do StudioIno no Design Export
Letícia Castro, diretora superintendente do Centro Brasil Design, explica que por conta do alcance nacional da iniciativa, o edital para seleção dos prestadores de serviço de design de todo o país foi aberto no final do ano passado. Ela detalha que o CDB avaliou os escritórios candidatos “técnica e legalmente para validar os portfólios e documentos, e então, habilitá-los para o Design Export”.

Esta é a terceira vez que o StudioIno se credencia para participar do Design Express trabalhando com as empresas que buscam a internacionalização. Em edições passadas, o escritório desenvolveu quatro projetos:

Fornos combinados

O StudioIno trabalhou com a Prática por duas ocasiões dentro das ações do Design Export, em 2013 e em 2016. Os fornos combinados têm múltiplas funções, assam, cozinham, fritam, regeneram, grelham, gratinam e descongelam. A tecnologia de convecção forçada faz com que os tempos de preparo sejam muito reduzidos e a injeção de vapor permite cozinhar legumes e reduzir a perda de peso nas carnes. Os equipamentos foram exportados para os mercados da Europa, Estados Unidos e México.

Mais informações.

 

Bandeja e estecas

A fabricante brasileira de utensílios plásticos Spland contou com o StudioIno e do Design Export para lançar duas linhas de produtos no mercado internacional, em 2017. As estecas, pequenas hastes com diferentes pontas usadas para decorar bolos, foram desenvolvidas com foco na resistência, precisão, e facilidade de manejo. Para as bandejas, a pesquisa se voltou para tamanhos e materiais, para garantir durabilidade e evitar as deformações que acontecem com esse tipo de produto ao longo do tempo.

 

Cafeteira Titã

Desenvolvida para a Titã, em 2018, as cafeteiras da Coffee Line, foram exportadas para a América do Sul e o continente africano. O desenho teve como objetivo somar melhorias ao equipamento utilizando design e matéria prima simples e buscando uma forma de utilização descomplicada.

Mais informações.

 

 

Robô de sorvete

O Robo Frozen foi desenhado para a linha Innovations da Topema, em 2017. O equipamento é uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que possam ser dosados. O Robo Frozen tem interface amigável, acabamentos de alta qualidade e cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais.

Mais informações.

O sucesso do Design Export
Os resultados positivos do Design Export são evidenciados pelos números do CBD. Letícia Castro conta que um balanço feito na segunda edição do programa apontou que 97% das empresas participantes informaram expectativa positiva em relação ao aumento de vendas com o novo projeto desenvolvido. “Empresas mais focadas em resultados e com oportunidades emergentes, já executaram investimentos que ultrapassam 100% dos valores financeiros recebidos. Quase a metade das empresas relata otimismo ao apontar uma previsão de aumento de vendas de até 50%”, detalha Letícia.

ApexBrasil – A Apex atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A agência faz isso por meio de ações de promoção comercial, como missões prospectivas e rodadas de negócios, e de atuação com atores públicos e privados para atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil. Segundo a agência, as exportações apoiadas pela Apex, dentre e fora do programa de design, somaram cerca de US$ 280 bilhões no acumulado dos últimos cinco anos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Como é o processo de desenvolvimento de um equipamento para foodservice

Da observação de um problema vem a ideia para a solução. Neste vídeo editado para a Topema Cozinhas Profissionais, o designer Emmanuel Melo fala sobre o processo de desenvolvimento de uma inovação em foodservice. Os produtos em questão são os itens da linha KeepMyFood, uma nova forma de pensar conservadores de alimento.

 

Mais sobre o KeepMyFood

A linha KeepMyFood é composta por conservadores e expositores de alimentos. Os produtos foram desenhados exclusivamente para a Topema. Os equipamentos são feitos em alumínio, aço e vidro temperado, e contam com resistência cerâmica e iluminação em LED.

A Topema destaca algumas vantagens competitivas da linha Keep My Food. Entre elas, forma inovadora de aquecer, leveza, design moderno e fácil manutenção e manuseio.

 

Saiba tudo sobre o Keep My Food  

Veja como foi o desenvolvimento da linha Keep My Food

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

A História do KeepMyFood

Como designer sou curioso e inconformado.

Fui treinado para observar e me colocar na pele das pessoas durante as mais corriqueiras atividades.

O foodservice é o meu cenário predileto de observação e de busca de oportunidade para melhorar a experiências das pessoas.

Diariamente, eu almoço em um restaurante por kg aqui no bairro, perto do escritório.

Vejo a comida nos balcões de self dentro de cubas de aço inox, conservadas em esfumaçados banhos-marias, aquecidos por fogareiro a álcool e exposta aos bocejos dos meus colegas consumidores.

Isso não parece uma boa solução para expor, conservar e servir comida.

Dessa observação nasceu, há cerca de dois anos, o KeepMyFood.

KeepMyFood é um conjunto de equipamentos para a exposição e distribuição de alimentos, aquecidos e refrigerados, que utilizam placas de vidro temperados e decorativos como superfície térmica para conservar a temperatura das comidas. A linha se completa com protetores salivares, expositores built-in, aquecedores superiores e acessórios.

Um encontro casual

No início do ano passado, o StudioIno recebeu a visita do presidente da Topema, Sr. Nelson Cury filho, para tratar de outro tema. O Sr. Nelson viu um protótipo da Bandeja Térmica KeepMyFood aquecendo uma porção de pão de queijo e outros quitutes que lhe oferecemos. De cara, ele se interessou pelo projeto.

O resultado

Após um ano de testes realizados pela equipe de engenharia da Topema, o resultado pode ser visto nas prateleiras das principais lojas do setor e também na internet. As Bandejas Aquecedoras Portáteis foram os primeiros produtos do sistema de distribuição de alimentos KeepMyFood a chegarem ao mercado. Os produtos já estão disponíveis para os restaurantes por kg e para outras operações de foodservice.

Com design simples, as bandejas são fáceis para usar e limpar, não utilizam chama aberta ou combustíveis como réchauds, nem água aquecida como em banhos-maria.

Versáteis e práticos, esses expositores inovam o serviço de distribuição de alimentos de forma segura para o consumo enquanto agregam melhor percepção de valor ao restaurante e contribuem para uma excelente apresentação profissional dos pratos.

Os expositores KeepMyFood atendem a Resolução RDC n. 216, 2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com temperaturas seguras para conservação dos alimentos e protetores salivares.

Nós do StudioIno estamos orgulhosos e com certa dose de vaidade por participar desse lindo projeto.

Emmanuel Melo – FCSI, Designer e Diretor do StudioIno.

 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Apex divulga solução de design brasileiro para mercado americano

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) divulgou o projeto desenvolvido pelo StudioIno para a Topema tendo em vista o mercado dos Estados Unidos. O redesign do robô para vendas automática de sorvetes foi realizado para humanizar o produto e torná-lo mais competitivo no exterior.

A matéria da Apex mostra todos os detalhes do trabalho e os objetivos da Topema para crescimento no mercado americano. Leia mais clicando na imagem abaixo:

Design brasileiro para exportação

A projeto para a Topema foi realizado como parte do programa Design Export da Apex-Brasil, do qual o StudioIno faz parte. A iniciativa seleciona, por meio de editais, empresas brasileiras com perfil exportador. A partir daí, o Design Export dá todo suporte, inclusive financeiro, para o desenvolvimento de projetos de embalagens e/ou produtos. O incentivo tem como objetivo aumentar a competitividade das empresas brasileira na busca de novos mercados no exterior.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Topema avança no mercado americano com design brasileiro

O programa Design Export divulgou, recentemente, o case da Topema. A empresa está expandindo o portfólio de exportação com um produto redesenhando pelo StudioIno:

Com uma história de mais de 50 anos, a Topema Cozinhas Profissionais fabrica equipamentos e acessórios para cozinhas em Diadema, São Paulo. A empresa já exporta para os Estados Unidos e, para aumentar a percepção de valor em um dos seus produtos, participou do Design Export para redesenhar o equipamento.

Trata-se do ROBO FROZEN®, produto da linha Innovations que se comporta como uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que podem ser dosados. De acordo com Lourival Nascimento dos Santos, diretor de inovação da Topema, era preciso fazer melhorias no equipamento. “A percepção é de que a máquina atual ainda intimida o usuário. Ela precisa trazer aos consumidores uma experiência de compra agradável e interativa. Nossa intenção foi deixá-la com uma interface melhor e com acabamento perfeito, além de cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais”, comenta.

O escritório StudioIno foi conectado à empresa e assumiu o projeto de redesign do ROBO FROZEN®. “O grande desafio era humanizar um equipamento robótico automatizado. Trabalhamos na melhoria da percepção visual, na criação de trilha sonora, nas luzes e na comunicação no ponto de venda. Tudo isso para melhorar a experiência do consumidor”, diz o designer Emmanuel Melo.

 

Informações do Design Export

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.